• Home
  • Notícias
  • Super Estágios quer abrir 13 novas unidades este ano
Super Estágios quer abrir 13 novas unidades este ano

Super Estágios quer abrir 13 novas unidades este ano

A frustração por estar em um estágio, em que nada que aprendia na faculdade era colocado em prática, fez Poliana Ferraz pensar em formas de evitar que outros estudantes se vissem na mesma situação. Aos 21 anos e em sua segunda faculdade – a empreendedora é formada em Direito e posteriormente cursou Relações Internacionais – percebeu a falta de profissionalização nas relações de trabalho entre empregadores e estagiários, surgindo assim a Super Estágios.

Leia mais: Franchising tem crescimento de 5,1% no primeiro trimestre

“Em Relações Internacionais era difícil encontrar algo, e quando encontrava um estágio, o trabalho não tinha nada a ver com o que eu estudava. Já nos estágios de Direito, em vez de aprender algo, eu ficava tirando cópias, atendia ao telefone e fazia serviços de office boy. Tudo isso era muito frustrante”, disse a empresária, em entrevista ao Universo Franchising.

A Super Estágios conecta empresa a estudantes que estão em busca de experiência profissional e passou a operar pouco depois da Lei do Estágio entrar em vigor no País, em 2009. “Decidi transformar as más experiências nos estágios que fiz em negócio, e foi assim que surgiu a Super Estágios. A ideia é conseguir estágio de qualidade aos estudantes” enfatiza Poliana. Desde a sua fundação, a rede ajudou mais de 500 mil estudantes na busca de um estágio.

A empreendedora relatou que pegou emprestado com sua mãe R$ 1.500 e com o valor locou uma sala. Com o espaço, contratou um desenvolvedor de sistemas, que criou a plataforma para que os estudantes pudessem cadastrar seus currículos. “Tinha que trabalhar para pagar as contas do mês seguinte. Pegamos móveis emprestados e o começo não foi fácil. Com o crescimento da procura e com a melhoria dos processos, fizemos o projeto crescer”.

Com o seu modelo de negócio mais estruturado, ofertando as empresas programas de estágios estruturados e com faturamento de R$ 2 milhões, em 2014 a empresária deu um novo passo para o Super Estágio, ao transformá-la em uma franquia. “Entramos no universo do franchising seguindo os padrões e selo de qualidade Associação Brasileira do Franchising (ABF)”, disse a empresária.

Leia mais: Pesquisa inédita aponta crescimento dos multifranqueados

Expansão

Hoje a rede conta com 12 unidades franqueadas e com o mercado promissor, em que empresas têm buscado por novos talentos, Poliana pretende expandir sua operação. “O mercado está escasso de jovens que estão ‘saindo do forno’, e motivados em buscar um primeiro trabalho ou caminho que irá direcioná-lo a uma carreira de sucesso”, argumentou Poliana que projeta abrir 13 novas unidades neste ano.

Para colocar em prática a expansão, a empreendedora explica que está sempre presente em feiras setoriais e de olho em potenciais franqueados. “Buscamos candidatos capacitados e com sinergia com o nosso modelo de negócios. Participamos de feiras, somos afiliados ABF, temos nossos canais de comunicação, estratégias de marketing e franquias em sete Estados, que estão inteiramente aptas a conversas com futuros franqueados”.

Para se tornar um franqueado da Super Estágios, a franqueadora não exige formação profissional, apenas candidatos em sinergia com o projeto e a proposta de valor da franquia.  “O franqueado deve ser o gestor do seu próprio negócio. Nós damos a orientação e o suporte que ele precisa para crescer, liderar, gerenciar, planejar e muito mais”, enfatiza a fraqueada.

Por Flávia Milhassi Denone, do Universo Franchising

Quer saber tudo sobre o mundo das franquias? Fique atento as novidades do Universo Franchising.