Spoleto promove conversão de bandeira para MCI
Divulgação

Spoleto promove conversão de bandeira para MCI

Para reforçar sua marca e torná-la ainda mais rentável, o Spoleto dá continuidade ao projeto Minha Cozinha Italiana (MCI). Com o intuito de ressaltar a culinária italiana e promover uma melhor experiência de consumo com produtos frescos e de qualidade, hoje só no formado MCI, a rede soma 65 unidades.

Leia mais: Fintech Bcredi abre concessão de crédito para franquias

Distribuídas em 14 estados brasileiros, a bandeira MCI representa hoje 18,4% da rede, sendo 37  unidades convertidos (que migraram do modelo antigo para o novo) e 28 novos (que estrearam na franquia ao longo deste ano). Em 2017, o Spoleto obteve faturamento de R$ 443,2 milhões.

Para 2018, a projeção é alcançar 4,8% de crescimento em relação a 2017, 3,6% de aumento do número de clientes e 14% de lucratividade. E encerrar o ano com 357 unidades, sendo 110 no modelo MCI -31% da rede. Até 2020,a  estimava chegar a 400 unidades no Brasil.

Só com o novo modelo de negócios, o Spoleto pretende crescer em torno de 7,7% e aumenta o fluxo de clientes nos pontos de venda na ordem de 6,7%. Para este ano, a rede de franquia estima 18 novos restaurantes com a marca IMC, além da conversão de outros 85.  Para ter todas as unidades convertidas em Minha Cozinha Italiana, a empresa estima que seja preciso cerca de três anos, já que é necessária a conversão de bandeira de 357 unidades.

Otimista, a diretora geral do Spoleto Viviane Barros, ressalta que as novas unidades, quando comparadas com o resultado geral da rede, surpreendem as expectativas. “Ao analisarmos os resultados reais, o novo modelo está apresentando 11% de crescimento de faturamento e 9,3% de aumento no número de clientes atendidos. Com o MCI, resgatamos acima de tudo os valores de uma gastronomia bem feita e elaborada, que explora com maestria tanto os ingredientes típicos e simples do dia a dia, como os mais sofisticados. Podemos afirmar que iniciamos uma nova era na história do Spoleto”, disse e executiva em nota à imprensa.

O investimento é a partir de R$ 495 mil para novas unidades e cerca de R$ 150 mil para a conversão das já existentes. Para facilitar na reforma dos restaurantes, a rede oferece condições especiais de financiamento* através de parcerias com alguns bancos para ajudar o franqueado na conversão das unidades.

Sobre o financiamento

Os bancos disponibilizam linhas especiais de crédito para as redes de franquias. Os prazos podem ser superiores a 48 meses e taxas que variam de TJLP+4,5% a.a a TJLP+6,8%, ou de 1% a 1,2% ao mês nas condições atuais de mercado. Como o Spoleto é parceiro de várias instituições financeiras, a avaliação do crédito de cada franqueado é feita por uma equipe diferenciada, que busca uma agilidade maior no processo.

O investimento em uma franquia é o que tem a menor taxa de mortalidade entre as empresas nesse cenário de instabilidade econômica. Para o interessado em se tornar franqueado da marca, o investimento inicial é a partir de R$ 495 mil, não sendo permitido financiamento para a primeira loja Spoleto.

Leia mais: Studio Fiscal participa da feira ABF e projeta abrir 200 unidades

Por Redação, do Universo Franchising.

Quer saber tudo sobre o mundo das franquias? Fique atento as novidades do Universo Franchising.