• Home
  • Notícias
  • Região Centro-Oeste é uma das principais apostas das redes de franquias
Região Centro-Oeste é uma das principais apostas das redes de franquias

Região Centro-Oeste é uma das principais apostas das redes de franquias

O Estado de Goiás é um dos mais fortes por sediar marcas, bem como por ser objetivo no plano de expansão das empresas

O mercado de negócio no Brasil mudou drasticamente de alguns anos para cá. Antes, quando falávamos sobre empreender e abrir o seu próprio negócio, o polo de atuação se dava no eixo Rio-São Paulo e, quase sempre, limitado às capitais.

Hoje a realidade é bem diferente, afinal temos cidades de interior de todo o Brasil como as principais forças para algumas marcas e, até mesmo, outros estados na linha de frente de grandes nomes.

Para se ter ideia desta transformação mercadológica, em estudo recente divulgado pela ABF – Associação Brasileira de Franchising – mostra que das 30 cidades com maior número de unidades, 11 avançaram posições, sendo que sete são cidades de interior e regiões metropolitanos de São Paulo e Rio de Janeiro.

Ainda, complementado as informações da pesquisa, a ABF mostrou que o município com maior crescimento em número de unidades é São José do Rio Preto, uma cidade do interior paulista, que se confirmou como um polo regional de franquias. Ela abre a lista de cidades com maior variação de operações de franquia, com expansão de 12%, seguida por Florianópolis (SC), com 11%; São Bernardo do Campo (SP/ABC), com 9%; e as capitais Goiânia (GO), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Londrina (PR) e Brasília (DF), com 8%.  O estudo deixa claro também que 43,3% dos 30 municípios que mais cresceram em unidades são capitais que pertencem às regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Estes números não só mostram a tendência de mercado para os próximos anos, como refletem a real situação dos planos de expansão das redes de franquias que, cada dia mais, tendem a buscar novos centros comerciais.

E dentro desta busca das redes de franquias por novos mercados, existe o Estado de Goiás que tem recebido diversas unidades franqueadas por todo o território, bem como é o berço de operação das sedes de algumas franquias que nasceram na região.

Amávia

Amavia

Franquia especializada em cosméticos e nos cuidados com os fios, inaugurou nova unidade em Goiânia, no modelo de quiosque, no Shopping Passeio das Águas. Ela se encaixa nos planos de quem busca pelo modelo de microfranquia em uma atuação simplificada e com rápido retorno. A responsável de marketing, Ericka Gordiano, disse que a região apresenta um potencial pouco explorado pelo setor, então a unidade em Goiânia foi planejada estrategicamente.

Investimento inicial (com taxa de franquia e capital de giro): a partir de R$98 mil
Modelos de negócio:
loja ou quiosque,para shoppings e grandes centros comerciais
Unidades franqueadas: 30
Retorno de investimentos: de 12 a 18 meses
Rentabilidade: a partir de 15%

Detroit Steakhouse

Detroit Steakhouse

A rede de restaurantes casual dining, com estilo tipicamente americano é uma empresa nascida em Goiânia. Em seu plano de expansão para 2019 a Detroit Steakhouse pretende inaugurar 20 lojas, sendo que uma entre as duas primeiras para o próximo será na cidade de Rio Verde/GO.

Modelo do negócio: Express ou Restaurante (shopping, rua, supermercado, lojas em postos e aeroportos)
Investimento inicial: partir de R$ 250 mil, formato express; e R$ 580 mil, formato restaurante – (o investimento refere-se a taxa de franquia, montagem média, capital de giro + estoque)
Taxa de franquia: R$ 50 mil para o express e R$ 100 mil para o restaurante
Capital de giro: a partir de R$ 50 mil para o express e R$ 100 mil para o restaurante
Royalties: 5,8 %
Taxa de publicidade: 2%
Área mínima: A partir de 25 m² para o Express e 200 m² para o Restaurante
Nº de funcionários: A partir de 5 para o Express e 15 para o Restaurante

Flyworld

Flyworld

A rede de microfranquias de turismo prevê crescimento de 50% para o próximo ano com a abertura de 25 novas unidades por todo o Brasil e, segundo o planejamento de expansão da marca para 2019, a pretensão é abrir unidades em outros estados cinco estados, sendo um deles, Gioás.

Modelo: home based e ponto comercial
Investimento inicial: a partir de R$ 15.500 mil (já com a taxa de franquia)
Lucratividade: em média 12%
Prazo de retorno: de 6 a 12 meses
Início da operação:
até 20 dias após a assinatura do contrato

Terra Madre

 Terra Madre

No franchising desde 2015, a franquia pioneira em produtos orgânicos que é nascida em Goiânia, possui em seu plano de expansão a abertura de 50 lojas até 2020 em um projeto de crescimento em espiral, ou seja, as primeiras unidades franqueadas que foram abertas no estado de Goiás e entorno e, na sequência a abertura de novas unidades nos estados vizinhos.

Investimento inicial: R$ 280 mil à R$ 350 mil
Faturamento médio: de R$ 100 mil a R$ 180 mil
Lucro médio mensal: de R$ 10 mil a R$ 15 mil
Capital de Giro: R$ 30 mil
Taxa de franquia: R$ 42 mil
Taxa de royalties: 1% do faturamento
Taxa de propaganda: 5% do faturamento
Prazo de retorno: de 24 a 36 meses
Funcionários: de 3 a 5
Área(m²): a partir de 40m²+ 15m² de estoque

Acqio

Acqio

A maior franquia do segmento de pagamentos eletrônicos do mundo, que ocupa a 21ª posição no ranking de rede de franquias brasileiras, de acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), também inclui o Estado de Goiás em seu plano de expansão. Além disso, a empresa possui franqueados na região. O diferencial da marca é o forte investimento em tecnologia e inovação.

Investimento inicial: a partir de R$ 7.900
Capital de giro: R$ 1.000 (já incluso no investimento inicial)
Taxa de instalação: isento
Taxa de franquia: R$ 6.900
Taxa de publicidade: isento
Faturamento médio mensal da unidade: R$ 3.500
Prazo de retorno do investimento: de 6 a 12 meses

Rei do Mate

Rei do Mate

Conta com mais de 320 lojas, em 17 Estados e é a maior rede de produtos à base de mate do País, considerada também uma das maiores e mais renomadas cafeterias no formato franchising. Atualmente, possui uma loja em Goiânia e o plano de expansão da empresa para 2019 inclui crescimento no Estado de Goiás por acreditarem na retomada econômica do Brasil no próximo ano e no potencial da região, que além de rica possui um bom número de shoppings centers. Com isso, a meta para o ano que vem é abrir, no mínimo, mais duas unidades.

Investimento inicial: de R$ 250 mil a R$ 500 mil, sem ponto comercial
Média de faturamento por loja: R$ 75 mil por mês
Lucro médio: média de 15% do faturamento bruto
Previsão de retorno do investimento: em média, 36 meses
Capital de giro: R$ 20 mil
Royalties: 4% do faturamento bruto
Taxa de propaganda: 1% do faturamento bruto
Área mínima da unidade: de 25 m² a 60 m² para loja e a partir de 15 m² para quiosque.
Associado à ABF: Sim
Número de funcionários por loja: de 6 a 8

Odonto Excellence

Odonto Excellence

Uma empresa com grife brasileira, mas que também atua fora do País, com unidades em Angola, Portugal e Paraguai se tornou a maior franquia odontológica do mundo. O grande diferencial como franqueadora é o modelo de gestão que se insere cada vez mais no mercado com conceitos de sustentabilidade, transparência e incentivo à capacitação profissional. Atualmente, conta com duas unidades no Estado de Goiás, sendo uma em Goiânia e outra em Itumbiara, e o plano de expansão da empresa para 2019 no Estado é a abertura de, no mínimo, mais 4 unidades. A capital Goiânia está no radar de crescimento da marca pela demanda de serviços odontológicos de qualidade a preço acessível.

Investimento inicial: R$ 170 mil (unidade franqueada com quatro consultórios completos, recepção, almoxarifado, sala de esterilização e expurgo, cozinha e banheiros)
Média de faturamento por unidade: R$ 100 mil
Lucro médio: de 20 a 30%
Previsão de retorno do investimento: de 12 a 18 meses
Capital de giro: R$ 60 mil
Taxa de propaganda: em caso de veiculação junto à franchising, é feito rateio entre as unidades da área abrangida (franchising custeia 5%)
Área mínima da unidade: 150 m²
Número de funcionários por unidade: mínimo de 6

Giraffas

Giraffas

Maior rede de refeições completas do mercado brasileiro, a empresa segue com um forte plano de expansão para o Centro-Oeste, tanto que, até junho deste ano, foram abertas quatro unidades da rede na região. O estado de Goiás foi primeiro a receber o Giraffas Container, novo modelo de negócio da rede, que também se destaca quanto à quantidade de novas lojas em 2018, com cinco inaugurações. Só no primeiro semestre do ano, o grupo teve faturamento aproximado de R$ 22 milhões no estado, o que comprova o sucesso da franquia entre os habitantes locais.

Modelo Rua
Instalação: a partir de R$ 650 mil
Faturamento mensal bruto (médio):  R$ 170 mil
Prazo de retorno estimado:  até 36 meses
Capital de giro: R$ 50 mil
Royalties: 5% sobre faturamento bruto mensal
Fundo de Marketing: 3% sobre o faturamento bruto mensal

Modelo shopping
Instalação: a partir de R$ 550 mil
Faturamento mensal bruto (médio): R$ 170 mil
Prazo de retorno estimado: até 36 meses
Taxa de franquia: R$ 60 mil
Capital de giro: R$ 50 mil
Royalties: 5% sobre faturamento bruto mensal
Fundo de Marketing:  3% sobre o faturamento bruto mensal

Modelo container
Instalação: a partir de R$ 550 mil
Faturamento mensal bruto (médio): R$ 150 mil
Prazo de retorno estimado: até 36 meses
Taxa de franquia: R$ 60 mil
Capital de giro: R$ 50 mil
Royalties: 5% sobre faturamento bruto mensal
Fundo de Marketing: 3% sobre o faturamento bruto mensal

RenoveJÁ

RenoveJá

Franquia de reformas, manutenções e reparos, como pintura, hidráulica, alvenaria, gesso e elétrica, em imóveis residenciais e comerciais, já possui uma unidade em operação no Estado de Goiás, no entanto, pretende abrir mais duas unidades em 2019. A franquia escolheu Goiás para o plano de expansão por ser uma região que possui uma grande demanda pelos serviços que são oferecidos pela rede.

Investimento inicial: R$15 mil para home office e R$67 mil para quiosque e loja
Faturamento médio mensal: de R$20 a R$25 mil home office e de R$50 a R$70 mil para quiosque e loja
Média de lucro mensal: 30%  para home office e 20%  para quiosque e loja
Previsão de retorno do investimento: 6 a 8 meses para home office, e 12 a 24 meses para quiosque e loja
Taxa de franquia: a partir de R$5 mil para home office, R$7 mil para quiosques e loja
Capital de giro: R$ 3 mil (home office) e R$ 20 mil (quiosque/loja)
Royalties:
5% do faturamento bruto, com mínimo R$900,00, para home office e 4% do faturamento bruto, com mínimo de R$1.100,00, para quiosque e loja
Taxa de publicidade: R$400

Brasileirinho Delivery

 Brasileirinho Delivery

Com 91 unidades franqueadas, a rede especializada em comida popular brasileira no box, tem em seu plano de expansão para 2019 o interesse em cidades com mais de 100 mil habitantes, e um dos focos da expansão é a região Centro-Oeste, em especial o Estado de Goiás.

Modelos: Express e Full
Investimento inicial: R$100 mil Express e R$130 mil Full
Investimento de instalação: R$50 mil Express e R$70 mil Full
Faturamento bruto médio mensal: R$60 mil Express e R$80 Full
Lucro líquido médio mensal: 15% a 20% (ambos)
Prazo de retorno: 18 a 24 Meses (ambos)
Capital de giro: R$20 mil Express e R$30 mil Full
Taxa de Franquia: R$30 mil (ambos)
Royalties: R$1.500 no primeiro ano e R$2 mil nos demais (Ambos)
Taxa de publicidade: R$500 (ambos)

Acesso Saúde

Acesso Saúde

A rede de clínicas médicas é sistema de saúde particular, sem mensalidade, que oferece consultas e exames médicos para a população que não possui plano de saúde. Com três franquias no Estado de Goiás, a empresa pretende abrir mais unidades três até o final de 2019. A escolha no plano de expansão pelo Estado se deu por conta da grande visibilidade mercadológica que goiás apresenta, bem como, pela alta demanda na área da saúde.

Investimento inicial: de R$ 280 mil a R$ 450 mil
Faturamento bruto médio mensal: de R$ 200 mil a R$ 300 mil
Lucro médio mensal: De 15% a 25% do faturamento bruto
Prazo de retorno: de 12 a 18 meses
Taxa de franquia: R$ 120 mil
Capital de giro: R$ 50 mil
Royalties: 5%
Taxa de publicidade: isento

Piticas

Piticas

Uma das maiores fábricas de camisetas especializadas em estampas da cultura pop do País, produzindo 17 mil camisetas por dia, com mais de 500 funcionários e mais de 300 lojas franqueadas espalhadas pelo Brasil, a empresa segue em constante expansão que, também, tem como foco a região Centro-Oeste.

Modelo de negócios: Lojas físicas e quiosques
Investimento inicial: R$ 160 mil (quiosque) – R$ 200 mil (loja)
Faturamento médio: R$ 40 mil a R$ 50 mil
Prazo de retorno:
 de 18 a 24 meses
Taxa de franquia:
 R$ 70 mil
Royalties: 20% do valor de venda
Produtos: vestuário, acessórios e colecionáveis – 100% nacionais


Por Rafael Gmeiner, do Universo Franchising.

Quer saber tudo sobre o mundo das franquias? Fique atento as novidades do Universo Franchising