• Home
  • Notícias
  • Empresário utiliza análise de SWOT como estratégia para inserir marcas no franchising
Empresário utiliza análise de SWOT como estratégia para inserir marcas no franchising

Empresário utiliza análise de SWOT como estratégia para inserir marcas no franchising

A técnica não é nova, mas suas vantagens são funcionais até hoje. A análise de Swot (criada nos anos 60) é uma ferramenta clássica de administração bastante utilizada no universo empresarial e serve como base para o estudo do ambiente interno e externo da empresa através da identificação e análise dos seus pontos fortes e fracos e das oportunidades e ameaças as quais ela esta exposta.

Fundada há sete anos, a Encontre Sua Viagem, dirigida pelo empresário Henrique Mol, já era rascunhada com base nesse planejamento. A marca ainda nem havia sido oficialmente lançada, mas seus planos a curto, médio e longo prazo já estavam traçados – principalmente no que diz respeito à entrada da mesma no franchising.

“O método é muito eficaz na identificação de fatores que influenciam no funcionamento do negócio, ele oferece informações úteis no planejamento estratégico. Por isso fizemos questão de trazer esse método para dia a dia. Ou melhor, demos início aos trabalhos a partir dele”, fala Henrique.

De acordo com o empresário, os benefícios para o negócio são ótimos: auxilia na identificação de problemas e como resolvê-los antes que haja uma perda de controle; identifica oportunidades de mercado; ajuda na reflexão sobre aspectos da empresa; antecipa possíveis ameaças e ajuda até mesmo a preparar planos de contingência no caso de ameaças externas muito intensas.

No caso dele, além das acima citadas, serviu como base para formulação de estratégias no franchising e nos negócios como um todo, e também na compreensão da posição da empresa em relação à concorrência. “Fatores que foram indispensáveis para visualizamos em que terreno estávamos pisando e quem fazia parte dele. Hoje conquistamos um posicionamento de respeito no nosso segmento, temos mais de 500 franquias e um faturamento anual de 72 milhões e o Swot contribuiu para chegarmos a esses números”, contou.

Para atingir os resultados, Mol revela que alinhou à proposta uma equipe treinada e empenhada para alcançar os objetivos iniciais. União que ele carrega e leva até hoje para seus novos negócios. “Quando enxergo uma marca em potencial, invisto na mesma e agrego valor inserindo-a no franchising. Mas, antes de cada processo, fazemos a análise de Swot para avaliarmos todas as questões e já traçamos o planejamento de ação. Se viável, invisto no negócio, caso contrário, aborto os planos”, explica.

A estratégia vem dando certo. Atualmente Henrique possui seis marcas e mais de mil unidades franqueadas.

Essa metodologia, assim como outras que auxiliam no desenvolvimento do plano estratégico, é uma alternativa para aprimorar os processos realizados no dia a dia da gestão e, consequentemente, melhorar os resultados da empresa.

Sem segredos

O método é simples e facilita a visualização e o entendimento das informações coletadas. Na prática ela funciona assim: primeiro a análise é dividida em quatro quesitos – forças e franquezas (ambiente interno) e oportunidades e ameaças (ambiente externo).

As forças e fraquezas são determinadas pela posição atual da empresa e relacionam-se, quase sempre, a fatores internos. Estas são particularmente importantes para que a empresa rentabilize o que tem de positivo e reduza, através da aplicação de um plano de melhoria, os seus pontos fracos.

Já as oportunidades e ameaças são antecipações do futuro e estão relacionadas a fatores externos, que permitem a identificação de aspectos que podem constituir constrangimentos (ameaças) à implementação de determinadas estratégias, e de outros que podem constituir-se como apoios (oportunidades) para alcançar os objetivos delineados para a organização.

 Especificamente…

Força: são as vantagens que a sua empresa possui em relação aos concorrentes.

Dica: Se pergunte… Quais são as minhas melhores atividades? Quais são meus melhores recursos? Qual a minha maior vantagem competitiva? Qual o nível de engajamento dos meus clientes?

Fraquezas: Essas são as aptidões que interferem ou prejudicam de algum modo o andamento do negócio.

Dica: Se pergunte… Tenho mão-de-obra qualificada? Por que perdi para a concorrência? Por que meu engajamento não funciona?

Ameaças: São forças externas que influenciam e atacam negativamente a empresa.

Oportunidades: Elementos externos que influenciam positivamente a empresa. Não existe controle sobre essa força, já que elas podem ocorrer de diversas formas, como por exemplo, mudança na economia, alteração em algum tributo, ampliação do crédito ao consumidor, entre outros.

E para que a análise SWOT seja eficiente, “a empresa deve fazer a análise periodicamente para que as áreas da organização estejam em constante atualização e melhoria”, finaliza Mol. Ou seja, não basta realizar o procedimento apenas uma vez, o indicado é que seja feita pelo menos com o intervalo de seis em seis meses.

Por Redação, do Universo Franchising.

Quer saber tudo sobre o mundo das franquias? Fique atento as novidades do Universo Franchising.