Casa de Bolos quer ter 400 unidades até 2020

Casa de Bolos quer ter 400 unidades até 2020

A crise parece ter passado longe da rede de franquias Casa de Bolos. Especializada na produção e venda de bolos caseiros, a rede cresceu 17% no ano passado e inaugurou 55 unidades inauguradas em 12 meses. A resiliência perante a crise resultou em faturamento de R$ 182 milhões.

Leia mais: Rede Petite Amie fatura R$ 4,5 milhões e expande pelo País

Há oito anos no mercado, a Casa de Bolos figura hoje entre as 50 maiores franquias em operação no País, conforme levantamento feito pela Associação Brasileira de Franchising (ABF). Para continuar a crescer o longo deste ano, a rede planeja investir em ações de marketing para alavancar a rede, em estudos aprofundados de mercado com o auxilio de ferramentas de geolocalização e em perfil sociodemográfico, para ampliar a rede e atender a demanda existente no mercado atualmente.

Assim como o segmento do franchising, que tem perspectivas positivas de crescimento e de faturamento para este ano, a rede espera crescer de forma sustentável ao longo de dois anos. “Para este ano, a expectativa do franchising também é positiva e, desta forma, seguimos a mesma linha. Esperamos atingir a marca de 350 franquias em todo o país, chegando a 400 unidades até o final de 2020”, comenta Rafael Ramos, diretor de marketing da rede.

As principais regiões de interesse para expansão incluem as pouco exploradas nesse segmento de bolos caseiros, como Nordeste e Sul, além das demais, em cidades onde ainda não estão presentes. “Queremos entrar em regiões ainda carentes de bolos caseiros, proporcionando a experiência do simples e familiar, com qualidade, variedade e preço justo, atendendo assim aos mais diversos paladares e bolsos. Para isso estamos preparados para atender todas as necessidades de quem decidir se tornar um franqueado”, explica Ramos.

Leia mais: Suporte ao franqueado impulsiona expansão da Acqua Aroma

Modelos de negócios

Hoje, a Casa de Bolos disponibiliza dois tipos de modelos de franquias: a Fit, para cidades com até 80 mil habitantes, e a Standard, para municípios maiores, com investimento iniciais diferente, R$ 125 mil e R$ 150 mil, respectivamente. Para estar a frente de uma unidade da rede, o franqueado deve ter, além do perfil de gestão de negócio e dedicação integral ao negócio, fácil relacionamento com público. “Temos o intuito de tornar nossas lojas uma extensão da casa do consumidor e com o desejo de nossos bolos estarem presentes na mesa das famílias brasileiras como uma ferramenta para unir pessoas. Quando tudo isso é abraçado pelo franqueado, temos então mais um embaixador da marca, que propaga o conceito e cresce com ela.”

Por Redação, do Universo Franchising.

Quer saber tudo sobre o mundo das franquias? Fique atento as novidades do Universo Franchising.