5 tendências para o mercado de franquias

5 tendências para o mercado de franquias

Com a estabilização da economia, Franchising deve se movimentar e trazer à tona alguns conceitos e modelos de negócios

A crise econômica afetou também o setor de franquias, obrigando as redes a repensarem os seus modelos de negócios, inovarem e continuarem crescendo diante das adversidades.

Espera-se uma recuperação e estabilização da economia do País neste ano, o que deve movimentar o Franchising e trazer à tona algumas tendências do mercado americano apresentadas na 58ª Convenção Anual da IFA (International Franchise Association).

Apresentamos cinco tendências que devem dominar o mercado de franquias em 2018:

  1. Universo fitness – Inovações relacionadas ao segmento de beleza, saúde e bem-estar – como alimentos saudáveis e funcionais, exercícios físicos e tratamentos de beleza – devem ganhar força. Essa não deve ser uma tendência passageira, já que o apelo saudável é uma realidade no mundo todo.
  2. Modelos enxutos – Diversas redes de franquias investiram no lançamento de formatos menores e com investimentos mais baixos no ano passado e em 2018 esse conceito deve continuar forte para atrair empreendedores que possuem um capital menor.
  3. Interiorização – Com a saturação de praças localizadas em grandes centros das principais capitais do País e o alto valor dos aluguéis de pontos comerciais dessas áreas, grandes marcas continuarão buscando expandir nas cidades do interior do Brasil. As redes já perceberam o potencial do interior e vão explorar essa tendência cada vez mais.
  4. Mercado pet – A humanização dos pets é a nova tendência do mercado para animais domésticos. Esse conceito evidencia os serviços – como clínica veterinária, serviço de adestramento, hotel, banho e tosa, e até playground para cães – dentro das unidades franqueadas.
  5. Reparos – Franquias de reparos e customização de roupas, manutenção de celulares e eletrônicos, e consertos de veículos devem crescer neste ano. Já que em períodos de recessão, as pessoas tendem a consertar produtos usados ao invés de comprar novos.